quarta-feira, 30 de maio de 2007

IPO (Initial Public Offering)

(Com especial atenção para Luiza Almeida)

Hoje em dia está na moda o lançamento de ações através de IPO. As companhias fechadas querem abrir seu capital para captar recursos em vez de pedir empréstimos aos bancos (e pagar juros). As companhias abertas querem recursos para reforçar o caixa para eventuais novos investimentos.

A empresa interessada em abrir o capital através de IPO contrata um banco de investimento que estuda a viabilidade, o “timing”, a quantidade (como % das ações existentes), o preço, e as comissões, que dependem se o underwriting é de “best effort” ou garantia firme (neste caso se o IPO não for totalmente subscrito, o underwriter subscreve e cobre a diferença). Aprovado pela CVM, a Bolsa anuncia a data de início de subscrição e negociação.

Por exemplo:
Empresa X
Ações existentes: 10.000.000
IPO: 30% = 3.000.000
Preço por ação: R$ 30
Total IPO = R$ 90.000.000,00

Na maioria dos casos o dinheiro do IPO entra para o caixa da empresa (Caso A). Mas existem muitos casos em que o IPO é uma oferta de venda de ações já existentes. Em outras palavras, são os sócios atuais que vendem parte de suas ações. Neste caso, o dinheiro do IPO não vai para o cofre da empresa, mas sim para o bolso dos sócios (Caso B).
Eu não subscrevo IPO do Caso B, porque isso não traz benefício para a empresa.
Agora tratemos da outra face da moeda: como vender as ações subscritas no IPO do Caso A.
Se as ações do IPO subirem na Bolsa, eu fico com elas por um bom tempo, ou até compro mais na Bolsa (fazer média para cima). Eu vendo quando o papel atinge P/L excessivo, ou quando preciso de dinheiro para subscrever outro IPO mais atraente.
Se as ações do IPO caírem na Bolsa, eu coloco um stop loss com a corretora (por exemplo, IPO foi a R$ 30,00, o papel não tem força para subir. Coloco uma ordem de venda a R$ 28,50, disposto a aceitar um prejuízo de 5%). Se a Bovespa está indo bem, os outros IPOs estão indo bem, e esta ação que eu subscrevi cai abaixo do preço de subscrição, “something is rotten in the Kingdom of Denmark!”

6 comentários:

Eduardo disse...

Está havendo muitos novos lancamentos de papeis no mercado nos últimos meses. Empresas médias e o P/L acredito já ser excessivo de 15 a 20X. Em épocas anteriores anos atrás, estes lançamentos foram ruins para o comprador. é tentador entrar a cada novo lançamento porque o marketing é muito bom. O sr. confia nestes novos setores sendo lançados como o de construção civil ? os donos das empresas não estão querendo vender caro sua participação ?

Patrick disse...

Nunca acreditei muito em IPO's pelo simples fato de estar comprando de "insiders". Claro que historicamente da retorno e existem motivos para tal (precificacao com desagio). Mas acho que e' mais especulacao do que fundamento. Se o IPO for precificado por "bookbuilding" (como e' a maioria no Brasil), o preco deveria ser o preco justo e retornos altos nos primeiros dias sao anomalias como intervencao de marketmakers ou investidores institucionais que nao conseguiram montar uma posicao relevante por limitacoes no rateio do bookbuild. Acompanhei de perto o processo de reserva de diversos lancamentos em 2006 e vi que a maioria dos investidores estavam buscando retornos rapidos sem olhar para a empresa em si. Sobre construcao civil, acho que o setor esta com caixa e se beneficia de juros baixos (ja que a venda costuma ser financiada). A questao e' identificar bons projetos para investir.

luizaralmeida@uol.com.br disse...

Obrigado por responder minha consulta com relação às IPOs. Tenho comprado IPOs e tenho saído na 3ª semana e tenho obtido lucro.
O que não sei calcular é P/L, o que me daria maior segurança p/sair na hora certa. Podes me dizer como faze-lo?

John Tong disse...

Prezada Luiza,
Por favor leia o comentário do meu neto Patrick sobre P/L no post "Água", onde ele explica a metodologia de cálculo. um abs,

Caruso disse...

é interessante perceber que, ok a subida inicial pode ser uma anomalia, mas até certo ponto vale a pena jogar o jogo comparando custo de corretagem com entrar e sair enquanto a anomalia existe!
Mas realmente, em certos casos, tem gente do meio ganhando dinheiro dos inexperientes

Anônimo disse...

Sim, provavelmente por isso e