quinta-feira, 9 de agosto de 2007

Petrobrás e Suzano Petroquímica

No meu artigo anterior (Petrobrás versus Petroquímica), apostei nas ações de Petroquímica (Braskem, Suzano Petroquímica, Unipar, etc.), que devem ter uma performance melhor do que Petrobrás, devido à perspectiva da queda dos preços do petróleo e da nafta.

Nesta semana (6 a 10 de agosto), o preço internacional do petróleo de fato caiu. Embora ultimamente a Bovespa tem se reajustado para baixo devido ao tumultuado mercado americano (subprime home loans, etc.), as ações brasileiras de Petroquímica têm mostrado firmeza. Daí, de repente vem a surpresa.

No dia 3 de agosto, foi anunciado que Petrobrás comprou o controle de Suzano Petroquímica por R$ 2,7 bilhões, ao preço acordado de R$ 10,70 por ação PN. A ação SZPQ fechou a R$ 8,91, com uma alta dramática de 56%.
O assunto de Suzano Petroquímica, portanto, já está definido, e o papel não é mais o foco de especulação. Nesta semana (6 a 10 de agosto) o mercado já começou a especular sobre Unipar PN, diante da noticia de que o diretor de abastecimento da Petrobrás, Paulo Roberto Costa confirmou que a partir de agora vai se sentar com executivos da Unipar para negociar a constituição da Petroquímica do Sudeste.
Parece um efeito dominó. Será que a onda de reestruturação vai atingir Braskem, Copesul e outras?
O mercado não tem nada mais para especular sobre “fait compli” (Suzano Petroquímica). Portanto, os investidores começam a especular sobre as perspectivas de merge e acquisition de cada empresa brasileira da Petroquímica.

4 comentários:

borges disse...

Sr. Tong, parabéns pela análise das petroquimicas, acho que foram muito boas as recomendações. Também acredito que ainda tem muito potencial. M. Borges

josimar disse...

realmente unipar foi a maior alta hoje. boa recomendação sr. tong. parabéns pl blog. josimar

Anônimo disse...

O sr. continua a recomendar braskem ?

Anônimo disse...

outra pergunta, braskem tambem negocia adr, e melhor comprar adr ou aqui com a tendencia do cambio ?