segunda-feira, 19 de novembro de 2007

IPO de Bovespa Holding (BOVH3)

No dia 15/10/07, quando o meu banco de investimento me ofereceu IPO (Initial Public Offering) de Bovespa Holding, eu me interessei em fazer uma reserva de subscrição pelos seguintes motivos:

A) Bovespa é um monopólio no Brasil, desde que a Bolsa do Rio de Janeiro fechou as portas há muitos anos atrás;
B) Os IPOs de Chicago Mercantil Exchange e de Chicago Board of Trade são grandes sucessos;
C) Bovespa cobra taxas e emolumentos sobre cada transação, e taxas para operações a termo e opções. Com a bolsa eufórica, a Bovespa está faturando;

A lote máximo para a subscrição de IPO de Bovespa Holding era de R$ 300.000,00. O preço, entre 15,50 e 18,50 por ação. A corretora debitou o valor da subscrição no dia 30 de outubro.
Que surpresa! O rateio foi de somente 526 ações. Mas a surpresa maior foi o preço, a R$ 23,00 = R$ 12.098,00.
Não posso reclamar da quantidade de ações. Rateio é rateio. A procura foi bem maior do que a oferta. Até aí eu entendo. Mas o preço não foi nem 15,50 nem 18,50, foi 23,00. Sou um pequeno investidor, adianta reclamar?
No primeiro dia de negociação, o papel subiu para 36,00, uma alta de 56%. Mesmo assim, eu reclamo, por questão de princípio. Não posso reclamar se o preço fosse 18,50. Mas arbitrariamente mudar o preço de subscrição para acima de 18,50 não está dentro dos princípios de boa fé.
Comentários dos bloggers e dos subscritores de IPOs ?

11 comentários:

Marilson disse...

Concordo plenamente com o post, e espero que o mesmo não venha a ocorrer com BMEF3.

Jorge disse...

O que é o "book building" e como é feito ? esse processo determina o preço do IPO ?

rAMOS disse...

Concordo com você, acredito que as instituições organizadores erraram FEIO no preço da ação da Bovespa, espero que não cometam o mesmo erro desta vez com a BMEF, porém não podemos esquecer de mencionar que você no ato da reserva poderia ter estipulado um valor máximo que você pagaria por ação, mas ao mesmo tempo tu não deixas de ter razão, acredito que o preço deveria ter ficado nos patamares estipulados.

xavier_960 disse...

Isso que foi feito não foi contra a lei?
Além disso, entendi que acarretaram mais dinheiro do que o que deveriam. Dessa forma, o rateio foi feito depois da subscrição de preço por ação?

Se estou correto, que falcatrua!

rAMOS disse...

Contra a lei não foi, eles apenas fizeram uma previsão errada, além do mais aposto que todos que conseguiram algo na IPO estão com o sorriso lá na orelha.

Anônimo disse...

como faço para subscrever bmef3 ?
é vantajoso mesmo com a bolsa em baixa ?

otavio disse...

Concordo, porém só espero que não aconteça o mesmo com a BMEF3. Mas se o preço realmente ficasse entre R$15,50 e R$18,50 ela não teria mais chance de subir?

Marilson disse...

Bem.. as esperanças que o mesmo não viesse a acontecer com BMEF3 há dias já haviam caído por terra, mas um rateio de R$ 1.820,00 é decepcionante, vocês não acham? A menos que o papel suba 1000% no lançamento.

Voltemos às esperanças... (risos)

Otavio disse...

Concordo com você marilson, porém acho que eles deveriam dar no mínimo um lote por pessoa, pois 91 ações negociaremos no fracionário!

Anônimo disse...

Acho que voces todos tem razão, apesar de valorizar 23% hoje (até agora) o choque do preço e o rateio de 91 ações, fracionário !!!, dá um gosto amargo. Ao mesmo tempo dá vontade de vender e lucrar os R$ 455....

mguima@geocities.com disse...

embora o assunto esteja velho, acho que vale corrigir o cochilo: quando o preço do IPO da Bovespa passou de 18,50 para 23, foi reaberta a todos os inscritos a oportunidade de desistir tendo em vista a fixação do novo preço fora da faixa inicialmente prevista.